Mundo Youtube

Através de sua página de suporte, YouTube anunciou que lançará um site separado para o YouTube Kids no final desta semana. Aparentemente, será a versão desktop/web de seu aplicativo existente, portanto, você provavelmente poderá esperar recursos semelhantes aos disponíveis através do aplicativo.

A plataforma de vídeos de propriedade do Google tem sido alvo de intenso escrutínio nos últimos anos devido a vários problemas relacionados a vídeos direcionados a crianças. Tendo que lidar com o aumento de vídeos de exploração infantil que se disfarçavam de conteúdo familiar e até fechar a seção de comentários em vídeos com crianças pequenas, porque eram atormentados por respostas pedofílicas. A plataforma também teve que enfrentar uma investigação da FTC que investigava se havia sido violada a COPPA (Ato de Privacidade Online de Crianças) ao coletar dados para crianças menores de 13 anos.

Além de lançar um site dedicado para crianças, a plataforma também introduziu novas categorias para o YouTube Kids, para que usuários infantis possam explorar vídeos em um ambiente mais seguro. Agora você poderá controlar o que o aplicativo mostra escolhendo entre três faixas etárias diferentes:

Pre-School (Pré-escolar) para crianças de 4 anos ou menos

Younger (Mais Novo) para crianças de 5 a 7 anos

Older (Mais Velho) para crianças de 8 a 12 anos.

A categoria Older mostrará um maior variedade de vídeos, é claro, incluindo vídeos de música e jogos, além de vlogs familiares.

Apesar das novas medidas, o YouTube incluiu um lembrete no anúncio de que seu sistema não analisa manualmente todos os seus vídeos. “Nossos sistemas trabalham arduamente para excluir conteúdo não adequado para cada uma dessas categorias de idade, mas nem todos os vídeos foram revisados ​​manualmente”, escreveu. Vale a pena notar que os algoritmos do YouTube não estão nem um pouco perfeitos, como a Wired encontrou em 2018 quando descobriu o conteúdo bizarro e perturbador que apareceu ao pesquisar termos de pesquisa para crianças.

Mundo Youtube

Na última quarta (22), o YouTube deu mais detalhes sobre seus esforços em manter a plataforma mais family-friendly. Em um post, o YouTube compartilhou 5 jeitos em que está combatendo a presença de vídeos inapropriados visando crianças.

O primeiro item na agenda é a aplicação mais rigorosa das Diretrizes da Comunidade, além de ações mais rápidas através de tecnologia. O Youtube tem realizado ações para remover conteúdo envolvendo menores de idade que podem estar colocando crianças em perigo (mesmo que essa não seja a intenção de quem postou o vídeo). Nas últimas duas semanas, mais de 50 canais foram removidos, bem como milhares de vídeos, e políticas de restrição de idade foram implementadas para conteúdo com personagens de entretenimento familiar que contém temas adultos.

O YouTube também relembrou sobre a atualização das políticas de vídeos inapropriados e monetização. Mais de 3 milhões de vídeos perderam a monetização desde junho, segundo o YouTube.

Os outros elementos incluem o bloqueio de comentários inapropriados em vídeos envolvendo menores, mais moderadores através do programa de Colaboradores do YouTube, e o lançamento, esperado para as próximas semanas, de um guia compreensivo com dicas para criadores que produzem conteúdo family-friendly.

Confira o post original (em inglês) no blog oficial do YouTube.

Ainda não é parceiro BBTV? Seja parte da maior comunidade de criadores de conteúdo do mundo!

Mundo Youtube

O YouTube Kids está com novidades: o aplicativo está adicionando várias funções novas que refletem a base de usuários do app, incluindo mais perfis que são customizados baseados na data de nascimento da criança, além de controles de segurança adicionais para pais e filhos.

O aplicativo apresenta uma interface mais simples, com músicas divertidas e seleções de conteúdo apropriado para crianças. Na atualização, pais agora podem logar com suas contas do Google para criar perfis customizáveis para seus filhos. Além disso, o app irá se adaptar a cada perfil baseado na idade da criança, modificando o seu design. Com os novos perfis, crianças mais novas irão ver um aplicativo com menos texto, enquanto as mais velhas terão mais conteúdo em suas telas iniciais, segundo o YouTube.

Imagem: YouTube

O aplicativo também introduziu um novo processo de setup da conta para os pais, incluindo informações mais detalhadas para ajudá-los a fazer escolhas relacionadas ao controle parental, além de manterem-se mais informados sobre o app em geral. Por exemplo, uma introdução mais longa explica aos pais que o YouTube não faz uma revisão manual dos vídeos no YouTube Kids — o que significa que ainda há chance de conter algo inapropriado que conseguiu passar nos filtros automatizados. Também há detalhes sobre como bloquear e denunciar esses tipos de vídeo; uma tela final explica mais sobre os riscos associados com manter ou não as buscas ativadas.

O YouTube Kids está disponível em 37 países, com mais de 70 bilhões de visualizações no app e 11 milhões de usuários ativos semanalmente. Os novos perfis estão disponíveis em alguns mercados (Brasil incluso), confira a lista aqui.

Ainda não é parceiro BBTV? Seja parte da maior comunidade de criadores de conteúdo do mundo!