Uncategorized

Até agora, os criadores de conteúdo que usaram a plataforma Instagram para lançar suas carreiras em tempo integral contavam com fontes indiretas de receita, como campanhas de marca e vendas de mercadorias, para apoiar seus meios de subsistência.

Agora, a plataforma social de propriedade do Facebook está lançando novas maneiras de ganhar dinheiro diretamente do Instagram Live e IGTV.

Primeiro, a partir do mês que vem, o Instagram aumentará a capacidade de os usuários comprarem “selos” durante os vídeos do Instagram Live para mostrar suporte aos seus criadores favoritos, semelhante ao emoji animado do Twitch Cheer. Esses crachás terão preços em três níveis diferentes – 99 centavos, US$ 1,99 e US$ 4,99 – e, no período de teste inicial, o Instagram compartilhará toda essa receita com os criadores.

Segundo, o Instagram na próxima semana começará a exibir anúncios no IGTV, o destino de vídeo de formato longo da plataforma, com pelo menos 55% da receita de publicidade compartilhada com os criadores. As marcas iniciais que exibirão anúncios da IGTV incluem Sephora, Puma e Ikea.

Source: AdWeek

Inicialmente, os recursos de monetização do Instagram serão limitados a um pequeno conjunto de parceiros criadores escolhidos a dedo.

Os selos do Instagram Live serão lançados nos EUA em Junho com um “pequeno grupo de criadores e empresas”, de acordo com a empresa. Nos próximos meses, será expandindo nos EUA, Brasil, Reino Unido, Alemanha, França, Itália, Turquia, Espanha e México.

Os selos aparecerão ao lado do nome do usuário em um vídeo do Instagram Live, e os fãs com selos no Instagram Live se destacarão nos comentários. Os criadores verão uma lista de todos os compradores, para que eles possam agradecer aos apoiadores durante uma transmissão ao vivo.

Os anúncios IGTV serão exibidos inicialmente quando as pessoas clicarem para assistir a vídeos IGTV de visualizações no feed do Instagram. Os anúncios em vídeo serão criados para celular – cada um com até 15 segundos de duração – e o Instagram planeja testar várias maneiras de exibir os spots, como a capacidade de pular um anúncio.

Uncategorized

Transmissões ao vivo no YouTube já é uma ferramenta antiga da plataforma, mas que ganhou força nos últimos meses devido a situação mundial que vem obrigando muitas pessoas ficarem de casa.

De acordo com a revista Exame as buscas por conteúdo ao vivo no YouTube cresceram 4.900% no Brasil na quarentena. O grande diferencial das lives é a espontaneidade do formato e a sensação de proximidade que ela traz da audiência com o criador de conteúdo. Elas são uma ótima oportunidade para se conectar com os espectadores. Os fãs adoram interagir com seus criadores favoritos ao vivo.

Mas como se preparar para uma transmissão ao vivo?

As melhores transmissões ao vivo mostram um equilíbrio entre improvisação e estrutura. Antes de começar, pense nessas questões:

  • Defina o objetivo da sua transmissão ao vivo. Decida qual será o tema e como você irá conduzir o tema do começo ao fim.
  • Identifique o diferencial que fará seu tema se destacar em uma transmissão ao vivo de um vídeo comum. Identifique por que as pessoas irão preferir assistir aquele conteúdo ao vivo.
  • Pense na sustentabilidade do formato. Você irá conseguir utilizar o mesmo formato mais de uma vez ou essa será uma transmissão única?
  • Essa live será relevante após a transmissão? Quem não conseguiu acompanhar ao vivo, irá ter interesse em assistir esse conteúdo?

Durante a transmissão equilibre o planejamento e improviso e mostre sua personalidade única.

  • Defina calls-to-action atencipadamente. Isso vai te dar a oportunidade de engajar o seu público durante a live.
  • Dê uma chance para colaborações. Convide outros criadores de conteúdo ou amigos para participar do seu conteúdo. Isso facilita a interação com o público e juntos irão conseguir a animação. Uma das pessoas pode ajudar ler o bate-papo enquanto a outra interage com a câmera.
  • Uma mãozinha amiga é importante. Se puder, peça ajuda para moderação do bate-papo e remover mensagens sensíveis ou inapropriadas.

Após planejamento realizado, o próximo passo é focar na divulgação da transmissão ao vivo.
Utilize as redes sociais para divulgar a data e horário da live. Teasers são ótimos para gerar curiosidade no público.
Ao criar o Título, descrição e miniatura da transmissão ao vivo, pense em palavras chaves que possam facilitar a descoberta da live depois de iniciada.

Aproveite esse momento com o público para saber o que eles gostam do seu canal e quais outros conteúdos gostariam de ver. Traga-os para próximo de você, sempre respondendo perguntas citando o nome da pessoa que perguntou e elogie boas ideais.


Aproveite o momento para tornar sua comunidade ainda mais forte e se divirta! 🙂

Uncategorized

O YouTube está tentando introduzir diferentes maneiras de ajudar seus criadores de conteúdo com diferentes métodos de monetização. A opção de aplausos é a idéia mais recente da plataforma.

Chamada de “aplauso do espectador”, o recurso disponibiliza a possibilidade de um fã comprar uma animação de aplauso que aparecerá ao longo do vídeo que foi escolhido para ser apoiado.

Esse aplauso só aparece para o comprador, mas é uma maneira de incentivar uma interação entre espectador e criador de conteúdo. Ainda está em fase beta e somente disponível em alguns territórios e para certos YouTubers.

Atualmente, o recurso está disponível apenas na Austrália, Brasil, Índia, Japão, Coréia, México, Nova Zelândia e Estados Unidos. Também está disponível apenas no site para computador.

YouTube confirma que após uma fase de teste, esse recurso pode trazer uma nova maneira de monetização para seus criadores de conteúdo, além das lives que já têm o SuperChat.

Como funciona? YouTubers com acesso ao recurso podem acessar seu painel e ativar a opção. Para os fãs, eles verão a opção de apoiar um criador clicando em um ícone ao lado dos botões de curtir e não curtir. Para mais informações, acesse a página de Suporte do YouTube

Uncategorized

fussing-crying-complaining-1439641-639x852  Quantas vezes você já culpou o YouTube pela falta de desempenho do seu canal hoje?

Nós sabemos que a constante mudança dos algoritmos e a rigidez das diretrizes da plataforma podem afetar alguns canais, porém precisamos lembrar que essas mudanças são para todos os criadores e não será isso que irá estabelecer o sucesso ou a decadência do seu canal. Reclamar da plataforma realmente pode dar certo conforto quando vemos que algo não está indo tão bem, mas precisamos acabar com o mito que o YouTube sabota determinados criadores. Isso não é verdade. Quanto maior o sucesso do seu canal, maior o sucesso da plataforma.
Para ajudar identificar os maiores erros que os criadores cometem no seus canais, o site VidIQ estudou mais de 100 canais e notou 4 erros muito comuns. Será que você faz algum deles?

 

  Problema número 1: Banner – Como a Banner (Capa) do seu canal impacta as pessoas?

O banner é um dos primeiros elementos que as pessoas olham ao entrar no seu canal. Sua aparência pode determinar a percepção que o público terá sobre o seu conteúdo e fazer eles continuarem ou saírem do seu canal.

É no banner onde você pode comunicar de forma rápida os temas que você aborda, redes sociais e o mais importante, é sua chance de mostrar o POR QUÊ aquela pessoa deve se inscrever no seu canal.

Controle 2

Se pergunte: Se alguém ver instantaneamente o banner do seu canal e fechar a página, eles lembrarão de você? Eles vão se lembrar sobre o que é o seu canal?

Claro que o banner não é responsável sozinho pela identidade visual e marca do seu canal, as thumbnails são também muito importantes para isso! Então foque em ter uma comunicação unificada e eficiente.
E como você faz isso? Testando!

É importante conhecer seu público, entender o que eles faz eles se sentirem mais atraídos e o que os repelem. Para Thumbnails, vocês podem verificar Click-Through-rate dos vídeos e ver quais tiveram o melhor resultado e voltar a usa-lás.

Problema número 2: Falta de foco no conteúdo

Por que as pessoas se inscrevem no seu canal? Provavelmente porque essas pessoas se inscreveram querem receber mais sobre o conteúdo “prometido” para elas, por isso é tão importante mantermos o foco do nosso conteúdo.

Se coloque em uma situação em que não existe foco: Imagine que você está assistindo uma série de ação no seu serviço de streaming favorito e depois alguns minutos – com você estando muito entretido naquele conteúdo – simplesmente começa a ser exibido um episódio de uma série de romance. Você vai achar estranho e se sentirá frustrado, não? Afinal não é aquilo que você tinha a expectativa de assistir, não foi aquele conteúdo que você escolheu assistir.

Com o seu público é a mesma coisa, seus espectadores esperam receber o conteúdo pelo o qual eles se inscreveram. Quando você não tem foco no seu conteúdo, isso faz com que as pessoas se sintam enganada e decepcionadas, por não receberem que esperam e acabam deixando de acompanhar o canal.

Isso não quer dizer que não é possível tentar conteúdos diferentes, mas é preciso se concentrar dentro do seu nicho e achar o seu foco. Dentro do nicho de moda, por exemplo, existem diversas verticais que se podem ser abordadas. Mesma coisa com outros segmentos, como, tecnologia, games, lifestyle, entretenimento e outros.

Capturar

Muita gente pensa que produzir um conteúdo dentro do mesmo segmento irá limitar o canal, e não conseguem enxergar que essa é a oportunidade para se tornar referência em determinado nicho.

Aproveite para se aprofundar ainda mais no conteúdo que aborda e se tornar o melhor naquele assunto. Isso vai fazer com você seja o número quando pensarem sobre o tema, terem você com número na mente delas e confiaram no que você diz.

Problema número 3: Não dar o conteúdo que os inscritos querem.

Você sabe exatamente o que seus inscritos querem ver no próximo vídeo? Antes de gastar seu tempo, energia e esforços com algo que não sabe se dará certo. Pesquise. Entenda o que seu público quer ver.

Hoje temos diversas ferramentas disponíveis que facilitam termos acesso a opinião do nosso público, algumas delas como a aba de comunidade do YouTube e a ferramenta de perguntas e respostas do Instagram são ótimas para isso!

Elas dão a oportunidade de empoderar seu público, dando voz a eles e ajuda a construir o relacionamento entre o criador de conteúdo e espectador.  E você não precisa questionar eles sobre o assunto que eles querem assistir, mas pode entender o estilo de filmagem que elas preferem, ângulos de câmera, duração do vídeo, convidados e etc…

Além da ajuda do público, esteja sempre por dentro das tendências: O que as pessoas estão pesquisando na internet? O que as pessoas estão falando fora da internet? Qual é o assunto em alta no Twitter? Qual é o vídeo que está na moda no momento?

A intenção desse tópico é mostrar na importancia do planejamento na criação do conteúdo. Isso vai te ajudar começo, meio e fim do seu próximo vídeo. Vai te dar uma ideia de qual seria a melhor thumbnail para esse conteúdo e vai te dar a possibilidade de ser muito mais assertivo e poupar muito trabalho.

Problema número 4: Ignorar o analytics do seu canal.
 
Após pesquisar sobre o assunto, escolher o melhor título, a melhor thumbnail, gravar e publicar o vídeo seu conteúdo ainda não teve o desempenho desejado?

Agora é hora de você analisar e procurar pistas para sua resposta. Um dos melhores lugares para te dar uma ideia clara do que pode estar acontecendo no seu YouTube é analisar a “retenção” do vídeo.

A retenção é basicamente um índice que indica em que momento as pessoas deixaram o seu vídeo. Eles estão assistindo a 20% do seu vídeo e saindo? Ou 50% do seu vídeo e depois saem? Esse é um sinal muito, muito importante para o YouTube, porque ele mostra a qualidade do conteúdo na percepção do espectador.

Você pode pensar que seu vídeo está perfeito, mas pense isso na perspectiva do YouTube: Por que ele deveria entregar um conteúdo que as pessoas clicam para assistir mas saem após assistirem 1% do vídeo? Isso claramente mostra para o YouTube que esse conteúdo tem algo errado e não está entregando o que promete, o conhecido “Click bait”.

Agora quando um vídeo tem 50%, 60%, 70%, o YouTube percebe que esse vídeo deve se tratar de um conteúdo relevante e pode ser interessante para outras pessoas também e sugere para outros novos públicos cada vez mais.

É importante olhar seus vídeos individualmente para entender o que está funcionando ou não. Ao olhar o gráfico de retenção, a imagem que queremos é uma linha constante do começo ao fim do vídeo, o que mostra que as pessoas se interessaram pelo vídeo do começo ao final.

retencao flat

Quedas bruscas logo no início do vídeo, podem significar que as pessoas estão deixando seu vídeo, pois a promessa do título e thumbnail não foram atendidas. Caso após a queda brusca tenha uma elevação logo em seguida, pode significar introduções muito longas ou demora para entregar o que o público busca.

inicio
O mais importante desse item: Utilizem o aprendizado dos gráficos para os próximos conteúdos, evitando os conteúdos que geram quedas acentuadas e replicando os conteúdos que mostram elevações no gráfico.

retencao pico

Agora sejam honestos, desses 4 erros comuns, quantos você comete?

A primeira parte para melhorar nosso canal é entender quais erros estamos cometendo e buscar uma solução para eles. Pesquisem, planejem, testem e analisem, esses são os melhores passos para manter um canal saudável.
E para você, qual será o próximo passo? Comente aqui para nós sabermos!

Uncategorized

Em setembro, foi compartilhado mudanças que iriam afetar conteúdo infantil no YouTube para cumprir com os requisitos do COPPA.

Agora, para que todos os criadores de conteúdo estejam seguindo a lei, será necessário definir seus vídeos como conteúdo para crianças ou não. Isso é necessário para TODOS os canais, independente se seu conteúdo não é infantil.

Além disso, o YouTube irá utilizar um aprendizado de máquina para encontrar conteúdo claramente feito para crianças. Porém como qualquer outro sistema automatizado, não é perfeito, por isso o YouTube está pedindo para criadores de conteúdo tomarem ação.

Se você não definir sua audiência, ou se o YouTube detectar algum erro ou abuso do novo sistema, o sistema irá definir a audiência por você.

Como Definir Sua Audiência?

Se seu conteúdo todo é direcionado para crianças, você poderá definir a audiência no nível do canal. Nesse nível, todos os seus vídeos anteriores serão definidos da mesma maneira.

Se somente alguns vídeo tiverem outra audiência, você pode alterar a audiência no nível de Vídeo.

Nível do Canal:

  1. Faça login em studio.youtube.com.
  2. No menu à esquerda, clique em Configurações.
  3. Clique em Canal.
  4. Clique na guia Configurações avançadas.
  5. Em Público, selecione:
    1. “Sim, configurar este canal como sendo destinado a crianças. Eu sempre envio conteúdo para crianças.” 
    2. “Não configurar este canal como sendo destinado a crianças. Eu nunca envio conteúdo para crianças.”
    3. “Quero avaliar esta configuração para cada vídeo.” 
  6. Clique em Salvar.

Nível do Vídeo:

  1. Faça login em studio.youtube.com.
  2. No menu à esquerda, selecione Vídeos.
  3. Marque as caixas ao lado dos vídeos que você quer editar. Observação: se quiser selecionar todos os vídeos, marque a caixa ao lado de “Vídeo” na parte superior da lista de envios.
  4. Selecione Editar e Público e “Sim, é para crianças.
  5. Selecione ATUALIZAR VÍDEOS.

Para um tutorial em mais detalhes, assita ao vídeo:

De agora em diante, será necessário definir a audiência todas as vezes que você fazer o upload de um vídeo novo. Se já estiver definido no nível do canal, cada vídeo novo aparecerá com essa definição padrão.

O que é considerado conteúdo para crianças?

Quando estiver pensando sobre o seu conteúdo, leve em consideração os seguintes fatores:

  • O assunto do vídeo
  • Se crianças são a audiência primária
  • Se o conteúdo inclui atores/modelos infantis
  • Se personagens, celebridades, brinquedos que interessam a crianças estão presentes
  • Se a linguagem é feita para que crianças entendam
  • Se inclui atividades que interessam a crianças
  • Se inclui músicas, história ou poemas que interessam a crianças

O que isso siginica para o seu canal?

A partir de janeiro, em conformidade com a legislação, o YouTube começará a limitar os dados coletados em conteúdo para crianças. Isso significa que começaremos a desativar alguns recursos, como comentários, notificações, entre outros.

O YouTube irá limitar a quantidade de dados que são coletados em vídeos definidos como para criançcas para cumprir com a lei. Por conta disso, os vídeos serão tratados de maneira diferente no YouTube. Por exemplo, os recursos abaixo não estarão mais disponíveis:

  • Comentários
  • Clubes dos canais
  • Marca-d’água de branding do canal
  • Botão “Doar”
  • Cards de informação ou Tela final
  • Chat ao vivo ou Doações no chat ao vivo
  • Reprodução no miniplayer
  • Super Chat ou Super Stickers
  • Salvar na playlist
  • Estante de produtos do YouTube

Mais importante, esses vídeos não terão anúncios personalizados, o que poderá afetar a renda de alguns criadores de conteúdo.

Canais também não terão acesso a Stories, Comunidade, Sino de Notificações e seus espectadores não poderão salvar o vídeo para assistir mais tarde ou em alguma playlist.

 

Se o YouTube configurar seu vídeo automáticamente, você poderá enviar feedback se não concordar. Porém, se o sistema encontrar erros e determinar que você está abusando do sistema, isso poderá resultar em consequências no seu vídeo ou até mesmo canal.

Assista ao vídeo oficial do YouTube para obter mais informações (disponível com legendas em português):

Uncategorized

YouTube está expandindo as maneiras pelas quais os criadores podem ganhar dinheiro com o lançamento global de um novo recurso, Super Stickers ou Super Adesivos. Os adesivos são voltados para fãs que desejam mostrar seu apoio e se conectar com criadores favoritos, parecido com o Super Chat, que destaca as mensagens de um fã em um bate-papo ao vivo. Para se qualificar, os criadores precisam operar um canal monetizado com mais de 1.000 inscritos nos mercados suportados.

Desde o lançamento, mais de 100.000 canais usaram o Super Chat, com alguns ganhando mais de US$400 por minuto, diz o YouTube.

Enquanto isso, os super adesivos são aparentemente mais inspirados pelos emotes e cheermotes do Twitch, pois também é uma maneira de trazer adesivos – e às vezes adesivos animados – para um bate-papo.

No entanto, os adesivos do YouTube têm uma aparência muito diferente do Twitch, pois se parecem mais com o que você encontra no bate-papo de um aplicativo de mensagens, em vez de emotes ou cheermotes altamente personalizadas que o Twitch oferece aos parceiros.

O YouTube também disse que seus Super Adesivos abrangem categorias que incluem jogos, moda, beleza, esportes, música, comida e muito mais.

No lançamento, estão sendo oferecidos 8 pacotes de Super Adesivos distintos, 5 dos quais são animados e incluem biografias exclusivas. Isso inclui embalagens como “Oi, Popo” (um hipopótamo), “Baby Lemon”, “Lemon Energético”, “Bushiba”, “Maiores Fãs” e outros.

 

 

Os pacotes estão disponíveis em inglês, francês, japonês, coreano e português e estão imediatamente disponíveis para qualquer criador qualificado que já use o Super Chat em 60 países.

Os adesivos também terão preços variados, diz o YouTube, de 99 centavos a 50 dólares.
Os super adesivos são apenas uma das muitas maneiras novas de o YouTube expandir as oportunidades de monetização dos criadores de conteúdo nos últimos anos.
A empresa também lançou em 2018 novos produtos, como clube de canais, merch e estreias.

A empresa não compartilhou detalhes específicos sobre o desempenho e monetização de seus produtos mais recentes, mas disse no início deste ano que “milhares” de canais mais que dobraram suas receitas como resultado do uso de coisas como clube de canais, merch e Super Chat.

O YouTube diz que os Super Stickers foram lançados hoje, mas ainda pode levar alguns dias para serem propagados para todos os canais qualificados. Esse processo deve ser concluído até o final de semana.

Ainda não é parceiro BBTV? Seja parte da maior comunidade de criadores de conteúdo do mundo!

BBTV

Você sendo parceiro da BBTV tem acesso ao VISO, nosso dashboard com todas as informações que você precisa (relatórios de renda, acesso a ferramentas e muito mais). Uma das ferramentas mais valiosas é o Programa Educacional do VISO!

Aqui você encontrará dicas de especialistas da indústria, que trabalham em direta colaboração com o YouTube há mais de 12 anos. Os módulos foram criados para te ajudar a crescer como criador de conteúdo e aumentar o potencial de seu canal, use o nosso Programa Educacional como um roteiro para ajudar você a chegar aonde deseja.

viso-education-social-banners-facebook-1.1

Como o YouTube continua evoluindo constantemente, é importante ficar à frente das mudanças. Este programa de educação é um recurso que será atualizado com novos artigos e tópicos, dando-lhe acesso a dicas para que seu sucesso cresça ao lado da plataforma.

Não deixe de usufruir dessa ferramenta como parceiro da BBTV, acesse já!

 

 

Ainda não é parceiro BBTV? Seja parte da maior comunidade de criadores de conteúdo do mundo!

Uncategorized

YouTube anunciou uma mudança grande na plataforma recenetemente: a contagem em tempo-real de inscritos.

Ao invés de mostrar o número exato de inscritos (por exemplo 10,500,145) o público só verá “10 Milhões”. Isso pode não parecer uma mudança drástica para algumas pessoas, mas para quem está completamente involvido no YouTube isso é bem importante! Já que essa contagem de inscritos é  uma maneira de mostrar quem está ganhando ou perdendo quando acontece alguma briga ou drama entre criadores de conteúdo.

Através de um post oficial no blog do YouTube, a importância de inscritos é reconhecida, mas essa mudança vem para criar mais consistência entre desktop e mobile app.

A partir de Agosto de 2019, todos os canais com mais de 1,000 inscritos terão seus números abreviados.

Essa mudança afetará sites como o Social Blade que dependem dessas informações exatas e fornecem aquela contagem em tempo-real emocionante quando canais atingem marcos incríveis.

 

A decisão de ocultar as contagens em tempo real ocorre em um momento em que o mundo inteiro está prestando atenção ao número de seguidores dos criadores. A briga entre James Charles e Tati Westbrook, que teve cobertura mundial, se concentrou principalmente em quantos assinantes o primeiro perdeu e o último ganhou. Charles e Westbrook até se sentaram no Spaces do Google, de acordo com um dos vídeos de Westbrook, para falar sobre a situação. O foco intenso em números de inscritos em tempo real dentro da comunidade já levou a formas de bullying on-line, inclusive é usado para zoar criadores de conteúdo que perdem assinantes.

Outras plataformas estão pensando em fazer mudanças similares. O Instagram já começou a testar um recurso que desabilita a contagem de quantas curtidas uma foto recebeu em um esforço para reduzir a pressão em seus usuários. No Reddit, os moderadores têm a opção de ocultar as pontuações de comentários e votos em um esforço para tentar reduzir o ciclo de votos, já que muitas vezes a votação inicial, cause um efeito bola de neve, em que se um comentário recebe algumas avaliações iniciais negativas, muitas vezes ele continua negativo, ou vice-versa. Até o Twitter está experimentando a redução de recursos de engajamento, como retweets.

 

 

Ainda não é parceiro BBTV? Seja parte da maior comunidade de criadores de conteúdo do mundo!

Botao CTA 07 300x107 BBTV Te Leva Para a BGS   Regras do Concurso

Uncategorized

O Twitter anunciou um novo recurso que permitirá que seus usuários enviem uma contestação diretamente de um tweet que viola as regras do Twitter. Quando os usuários postam conteúdo que viola as diretrizes do Twitter, esse tweet pode ser sinalizado ou denunciado, resultando em suspensão ou bloqueio de conta. Antes, os usuários precisavam acessar um formulário on-line para contestar a decisão do Twitter, agora ficou bem mais fácil!

As contas podem ser suspensas por várias razões, incluindo spam, ser uma conta falsa,Embedded video

riscos de segurança (como contas hackeadas)

e tweets ou comportamento abusivo, como enviar ameaças ou se passar por outras contas.

Agora, em vez de ter que localizar o formulário on-line para iniciar uma apelação, os usuários podem optar por apelar a decisão de dentro do próprio aplicativo do Twitter

O Twitter afirma que agora é capaz de retornar às pessoas 60% mais rápido por conta desse novo recurso.

 

No novo processo, o Twitter exibe o tweet em violação e a razão pela qual determinou que o tweet quebrou suas regras, juntamente com uma descrição da regra em questão e um link para a política. Na próxima tela, os usuários podem optar por remover o tweet que viola as regras do Twitter ou podem contestar a violação.

Na próxima tela, você poderá explicar por que o tweet foi sinalizado erroneamente.

É claro que sua conta não será restaurada imediatamente, se suspenso, você ainda terá que aguardar a decisão do Twitter. Se isso demorar para acontecer, você pode cancelar o recurso e simplesmente excluir o tweet a qualquer momento para recuperar o acesso à sua conta.

Essa é uma pequena mudança em um processo que é muito maior e muito mais complexo, lidando com os tweets que violam as regras do Twitter. Essa é uma área em que o Twitter tem sido muito criticado por não ter conseguido controlar o assédio e o abuso desenfreado, apesar de ter desenvolvido suas regras e políticas para abranger uma série de comportamentos inadequados.

O Twitter mudou a maneira como exibe os tweets problemáticos, para que as pessoas possam entender por que as ações de fiscalização foram tomadas. Além disso, a empresa disse recentemente que desenvolverá novas maneiras de rotular os tweets que violam as regras, mas não são removidos para que o público tenha uma melhor compreensão do contexto em que esses tweets podem permanecer na plataforma. Dessa forma, o tweet será rotulado e a pessoa terá a oportunidade de reconhecer a razão e decidir por si mesma se deseja ver o post ou não.

Para o futuro, a empresa anunciou que está trabalhando em mudanças mais drásticas em seu aplicativo, como oferecer aos usuários a capacidade de ocultar os @replies que eles não gostam.

 

 

Ainda não é parceiro BBTV? Seja parte da maior comunidade de criadores de conteúdo do mundo!

Botao CTA 07 300x107 BBTV Te Leva Para a BGS   Regras do Concurso

Uncategorized

Os melhores apps e programas (gratuitos) para edição de vídeos para suas redes sociais!

1. Headliner

Headliner

Headliner é um dos aplicativos mais fáceis de se usar para criar vídeos com texto. (Lembre-se que criar um conteúdo que chama atenção sem som é essencial para vídeos nas redes sociais!)

Com Headliner, você pode upar um vídeo e o sistema automatciamente trasncreve o áudio. Além disso, você pode adicionar imagens, vídeos e GIFS ao seu vídeo.

 

2. Clipchamp Create

Clipchamp Create

Clipchamp Create tem um plano gratuito que deixa você criar projetos ilimitados, te dá acesso a ferramentas de edição e te deixa exportat vídeos em 480p sem uma marca d’água!

 

3. Quik by GoPro

Quik by GoPro

GoPro tem dois aplicativos gratuitos para criar e compartilhar vídeos do seu celular ou dos dispositivos GoPro.

Quik é mais simples e minimalista. O app automaticamente analisa seu conteúdo para achar os melhores momentos e adicionar efeitos e transições da melhor forma possível.

 

4. Splice by GoPro

Splice by GoPro

Splice é o outro app criado pela GoPro. Mais profissional, esse app deixa você escolher estilos de transição, cortar seu conteúdo, adicionar texto, mudar a velocidade e muito mais! Também é possível encontrar músicas livres de copyright na sua biblioteca gigantesca de conteúdo!

 

5. Adobe Premiere Clip

Adobe Premiere Clip

Adobe Premiere Clip está disponível para os dois, iOS e Android! Uma vez que você selecionar imagens e clipes de vídeos, o aplicativo pode criar um vídeo para você, automaticamente, ou você mesmo pode customizar o vídeo! Podendo alterar a música, imagens, clipes, adicionar textos e transições e muito mais!

 

6. FilmoraGo

FilmoraGo

Com FilmoraGo você vai achar que está editando seus vídeos no computador mesmo! Esse app disponibiliza as ferramentas básicas para editar tema, texto, transições, mas também oferece outras ferramentas mais direcionadas a edição do vídeo, como cortar, proporção, velocidade, reverso, voice over, mixagem de áudio, picture-in-picture. É gratuito e não adicIona marca d’água ou limita o tamanho dos seus vídeos.

 

7. Typito

Typito

Typito é um editor de vídeo online que tem um recurso bem único: adicionar um banner personalizado em seu vídeo. O que ajuda o seu público a reconhecer seus vídeos nas plataformas. Esse app inclui uma marca d’água, mas é possível removê-lo por US$5.

 

8. Adobe Spark Video

Adobe Spark Video

Adobe Spark Video providencia múltiplos storyboards, layouts e temas para te ajudar a montar vídeos incríveis no computador, mas também em dispositivos iOS. Todos os recursos são gratuitos! A única coisa é que o programa adiciona uma marca d’água bem pequeninha na lateral direita do vídeo. Porém, se você já paga pelo Adobe Creative Cloud, você poderá acessar Adobe Spark Premium e até remover a marca d’água.

 

9. Kapwing Video Montage Maker

Kapwing

Com Kapwing você pode criar vídeos diferentes, juntando vídeos, imagens e GIFs em um slideshow. Por mais que o app não tenha mutos recursos de ediçaõ, é bem fácil de usar e disponibiliza a criação de vídeos em veritcal, horizontal ou quadrado!

Esse programa inclui uma marca d’água, mas é possível removê-la por US$6. por vídeo ou pagando a mensalidade de US$20 por mês.

 

10. Wave.video by Animatron

Wave.Video

Wave.video é um programa online no estilo drag-and-drop. Você pode formar seus vídeos em diferentes tamanhos (vertical, horizontal  quadrado) para criar conteúdo ideal para certas plataformas.

No plano gratuito, você pode criar até 10 vídeos exportar vídeos de até 2 minutos em qualidade padrão. Você só pode upar 10 clipes, 20 imagens e 10 áudios (de até 500MB cada). Além disso, os vídeos terão a marca d’água da empresa. As imagens, vídeos e áudios de estoque do programa estão disponíveis por um preço adicional.

 

11. Soapbox by Wistia

Soapbox by Wistia

Soapbox é uma extensão para o Chrome que deixa você gravar, editar, compartilhar tudo de um lugar só! O programa grava sua tela e sua webcam simultâneamente! No plano gratuito, você poderá criar vídeos ilimitados, adicionar um link no fim do vídeo, customizar a cor do seu player e criar uma thumbnail única. Para fazer o download do seus vídeos, analisar o engajamento, entre outros recursos mais avançados você pode se inscrever no plano anual de US$300.

 

12. Biteable

Biteable

Biteable é um editor online específico para vídeos de redes sociais. Com o plano gratuito, a marca d’água será colocada no vídeos e só será possível compartilhá-los via o link Biteable. Para poder fazer download e usar outros recursos, como 85,00 vídeos de estoque, você pode pagar US$29 por mês pelo plano Premium.

 

13. Movavi Video Editor Clips

Movavi Video Editor Clips

Movavi Video Editor Clips é um aplicativo para iOS e Android. Um diferencial deste app comparado aos outros é que é possível criar vídeos em 4 diferentes proporções – quadrado (1:1), vertical para Stories (9:16), vertical (4:5) e widescreen (16:9). Na versão gratuita, vídeos serão produzidos com a marca d’água. Se você pagar US$1.99 por mês, é possível removê-la, adicionar logos customizados e stickers animado, entre outros recursos!

Também existe a versão para computador, Movavi Video Editor, que custa US$39.95.

 

14. VidLab

VidLab

VidLab é um aplicativo gratuito de edição de vídeo de várias faixas (multi-track), que permite adicionar e ajustar facilmente textos, imagens, músicas e gravações de áudio. Custa apenas US$1,99 para remover a marca d’água e US$5,99 para desbloquear todos os recursos (efeitos extras, efeitos sonoros, fontes e muito mais). O VidLab parece estar disponível apenas no iOS no momento.

 

15. Filmmaker Pro

Filmmaker Pro

Filmmaker Pro é um aplicativo de edição de vídeo gratuito com muitas opções de compras no aplicativo (músicas, fontes, animações e adesivos adicionais). Os vídeos feitos pelo Filmmaker Pro vêm com uma marca d’água, que pode ser removida com uma taxa única de US$21,99 ou ao comprar sua assinatura do All Access.

 

16. Animaker

Animaker

Animaker é uma ferramenta online para criar vídeos animados. O Animaker seria classificado mais como um videomaker do que como um editor de vídeo, mas permite que você envie suas próprias imagens e arquivos de áudio para serem usados nos vídeos animados.

No plano gratuito, os vídeos terão uma marca d’água e só poderão ser publicados no YouTube ou no Facebook (e não serão baixados). Seu plano pago custa pelo menos US$ 19 por mês.

 

17. iMovie

iMovie

Se você é um usuário de Mac, considere dar uma chance ao iMovie. Ele oferece muitos recursos avançados de edição de vídeo, que a maioria dos editores de vídeo on-line não oferece gratuitamente! E com o mobile app, você pode editar seus vídeos no seu Mac, iPhone e iPad.

 

18. Windows Movie Maker

Windows Movie Maker

Não se preocupe se você não é um usuário de Mac. A Microsoft também oferece um excelente software de edição de vídeo, o Movie Maker, para usuários do Windows gratuitamente. Você também pode obter a versão paga para acessar recursos adicionais, como movimento lento e rápido, sobreposição de fotos ilimitadas, saída Full HD.

19. Swish

download

Swish é um poderoso aplicativo móvel para criar vídeos para redes sociais.

Ele fornece diferentes modelos de vídeo produzidos profissionalmente que você pode editar facilmente (texto, cores, fontes, música, dimensões). Você pode usar seus próprios videoclipes ou escolher algo da biblioteca de vídeos de estoque.

 

Ainda não é parceiro BBTV? Seja parte da maior comunidade de criadores de conteúdo do mundo!

Botao CTA 07 300x107 BBTV Te Leva Para a BGS   Regras do Concurso